Portal atualizado em: 25 de junho de 2022 às 19:57h

Previne Brasil: Conde obteve nota 8,32 e se destaca por melhorias de indicadores em Saúde

Início Previne Brasil: Conde obteve nota 8,32 e se destaca por melhorias de indicadores em Saúde

Conde ficou entre os seis melhores colocados da primeira região de saúde – composta por 14 cidades – dentro do Previne Brasil do Governo Federal. O município obteve nota 8,32, destacando-se no cuidado com a população e na melhoria de indicadores.

Os desempenhos dos municípios foram divulgados durante reunião da Comissão Intergestores Regionais (CIR), realizada nesta quinta-feira (24).

O programa avalia indicadores referentes a ações estratégicas de pré-natal, Saúde da Mulher, Saúde da Criança e doenças crônicas. Ele é a nova forma de financiamento da para a Atenção Primária à Saúde (APS) e prevê metas para o municípios para assistência à população.

“Mesmo em mais um ano pandêmico, nossos servidores não mediram esforços para prestar um serviço de excelência à população. O resultado desse trabalho se reflete em números, na melhoria de indicadores. Agradeço a todos os servidores pelo trabalho diário”, disse a secretária de Saúde de Conde, Vanessa Cintra.

O município recebe recursos para investimentos na Saúde a partir do desempenho nos indicadores do programa. Caso as metas sejam cumpridas, o Governo Federal faz o repasse financeiro para as secretarias municipais.

Sobre o Previne Brasil – Criado em novembro de 2019 pelo Ministério da Saúde, o Programa é um novo modelo de financiamento e altera algumas formas de repasse das transferências para os municípios, que passam a ser distribuídas com base em três componentes: capitação ponderada, pagamento por desempenho e incentivo para ações estratégicas.

A proposta tem como princípio a estruturação de um modelo de financiamento focado em aumentar o acesso das pessoas aos serviços da Atenção Primária e o vínculo entre população e equipe, com base em mecanismos que induzem à responsabilização dos gestores e dos profissionais pelas pessoas que assistem.

SECOMD

Compartilhar

Notícias Relacionadas