Portal atualizado em: 30 de junho de 2022 às 7:35h

EM CONFERÊNCIA DO SINDUSCON, CONDE CONSOLIDA POTENCIAL PARA A CONSTRUÇÃO CIVIL

Início EM CONFERÊNCIA DO SINDUSCON, CONDE CONSOLIDA POTENCIAL PARA A CONSTRUÇÃO CIVIL

A Prefeitura Municipal de Conde, através da Secretaria de Planejamento (Seplan), participou da 1ª Conferência sobre Dados e Fatos do Setor Imobiliário do Sindicato da Indústria da Construção Civil de João Pessoa (Sinduscon), na noite dessa quarta-feira (27).

O secretário de Planejamento, Márcio Simões, esteve entre os expositores do evento no qual também palestrou o secretário de Planejamento da capital João Pessoa, José William Montenegro, e o secretário de Controle de Uso e Ocupação do Solo de Cabedelo, Sérgio Ricardo Germano.

Márcio apresentou dados atualizados dos resultados obtidos pela administração da cidade desde janeiro e falou sobre o que a gestão planeja para o setor, a um público composto de representantes das principais construtoras do Estado, líderes sindicais e especialistas do ramo imobiliário.

“Estamos aqui para apresentar dados que provam que nossa cidade é viável para o setor imobiliário e que a atual gestão está comprometida em garantir segurança legal, agilidade nos processos e em receber os operadores da indústria da construção civil como parceiros no desenvolvimento de Conde”, destacou o secretário.

O secretário usou dados do Relatório de Acompanhamento 00289/21, publicado no último dia 19 pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), que coloca a cidade como destaque entre os demais municípios de nível 2 do Estado da Paraíba.

Segundo o Relatório, Conde iniciou o ano com resultado mediano na arrecadação de taxas imobiliárias – como IPTU, ITBI e ISSQN – mas que terminou o mês de agosto com um crescimento de 225,3% em relação ao resultado médio de todos os outros municípios, conforme mostra o gráfico a seguir.

 

O resultado acumulado até 31 de agosto, apenas no recolhimento do Imposto de Transmissão de Bens e Imóveis (aquele recolhido quando há venda de imóveis de qualquer natureza), é 881,4% superior aos das demais cidades do mesmo nível em todo o Estado (confira gráfico acima).

A concessão de Alvarás de Construção bateu recordes na história recente da cidade. Em 2017 a administração concedeu apenas 30 licenças para construção; 77 em 2018; 83 em 2019; e 50 em 2020. “Já emitimos 159 Alvarás nestes 10 meses”, informou a prefeita Karla Pimentel. “Nesse ritmo, até o final do ano serão aproximadamente 200 novas construções regularizadas em nossa cidade”, completou.

“Tive a felicidade de ouvir investidores e construtores locais dizer que o setor já está tendo dificuldade em encontrar profissionais disponíveis. Isso significa que o aquecimento da construção civil já é uma realidade”, afirmou. “Conde está se tornando a cidade das oportunidades. Nosso desafio é ampliar essa realidade e estendê-la aos demais setores produtivos”, concluiu.

A Câmara Municipal recebeu na última segunda-feira (28), um projeto que acelerará ainda mais o desenvolvimento da construção civil e marcou uma Audiência Pública para debatê-lo no próximo dia 11 de novembro.

Texto e foto: Eudes Santiago / Secomd

Compartilhar

Notícias Relacionadas